Sobre Nós


     O serviço de bombeiros nasceu como quase tudo o que o homem criou, por necessidade. Necessidade de se evitar possíveis incêndios e perdas insuperáveis. Em épocas remotas apagar as chamas de um incêndio de grandes proporções era obra impossível, devido aos precários recursos, a prevenção tornava-se a melhor solução contra o fogo.

     No Brasil existem mais de 5.565 municípios (CENSO, 2010) e, destes, 900 contam com posto do serviço (828 militares e 72 voluntários). A solução, principalmente na Região Sul do país, tem sido o modelo de Bombeiro Voluntário.

    O modelo de Bombeiro Voluntário vem prestando socorro a pessoas, reduzindo danos à vida e ao patrimônio há mais de um século e assim procuram autonomamente resolver problemas da sociedade no que diz respeito à Defesa Civil e atendimento a eventos danosos, já que o erário é insuficiente para atender todas as necessidades das cidades.

    O modelo propagou-se por todo o Brasil, inicialmente em 1892 e de forma pioneira em nosso estado, com a instalação da corporação de Joinville, mas nos dias de hoje, ainda encontra-se incipiente, pois cerca de apenas 14,38% das cidades brasileiras contam com serviços de bombeiros, deixando assim a população a mercê de perdas patrimoniais e humanas.

     Em 06 de novembro de 1979, foi fundado o Corpo de Bombeiros Voluntários de Concórdia, uma entidade sem fins lucrativos que visava o atendimento de urgência e emergência a população em geral. No entanto ficou no papel por alguns anos.  Em 1982, Júlio César Mocelin colocou o Corpo de Bombeiros na ativa, elegendo uma Diretoria e escolhendo o Comandante e Sub-Comandantes. Quem assumiu o Comando foi Bodô Matter e o Sub-Comando Amauri Vipcchi, funcionários da Sadia. Foi a partir desse comando que se formou a escola de treinamento para voluntários, por meio de equipamentos emprestados pela Sadia S/A.

     Dentre os primeiros bombeiros, alguns foram contratados pela Prefeitura e outros trabalhavam como voluntários. As empresas liberavam os funcionários para que prestasse serviços a Corporação. Até os dias de hoje algumas empresas liberam seus funcionários, sem descontar o dia de trabalho.

     Através de diversas doações da Prefeitura, do Estado e principalmente da comunidade, construiu-se a sede própria, adquiriu-se caminhões de combate a incêndio, ambulâncias e equipamentos modernos, bem como se tem garantido a manutenção da prestação dos serviços com qualidade.
 

    Desde lá até os dias atuais foi considerável o crescimento que a entidade teve perante a sociedade e outras corporações. Este crescimento proporcionou inúmeros benefícios para toda a sociedade.

Porém, o grande desafio é ampliar a entidade, principalmente com a relação à força de trabalho, significando melhorias no atual atendimento e novas abordagens perante os problemas da sociedade, que contam com a efetiva participação e colaboração dos bombeiros.

     Nossa equipe de efetivos hoje é composta de 23 empregados, sendo 19 na função de Bombeiro, 02 na função de Técnicos no Setor do CAT – Centro de Atividades Técnicas e 01 do Setor Administrativo.

A equipe de voluntários é composta de 60 membros, onde 11 compõem a Diretoria e os demais são bombeiros voluntários que atuam nos finais de semana, feriados e em dias de semana quando liberados pelas suas empresas para compor equipes de plantão.

Ainda contamos com 04 Engenheiros Terceirizados que analisam os projetos no Setor do CAT e também temos o Projeto Bombeiro Mirim e Aspirante que são mais de 100 crianças e adolescentes que participam.



Confira o Vídeo:


topo